19 de jul de 2009

Perigo no ar ! (linha chilena)

Em época de férias o céu das cidades se colore ainda mais com as pipas.

Comerciantes e especialistas admitem um novo risco no ar: linhas com cerol são importadas do Chile ou fabricadas no Brasil com maior potencial de corte.

O potencial de risco da 'linha chilena': “Ela é bem pior do que o cerol. Tem um poder de corte quatro vezes maior”. A linha afiada é usada para cortar a linha da pipa inimiga no ar; o material vem por meio de “sacoleiros”, mas já está sendo produzido “em fundos de quintal” na capital paulista.

menino-pipa-no-ar2 

Ela chega ao Brasil enrolada em carretéis de madeira em tamanho maior que o convencional.
Para driblar uma possível fiscalização, as primeiras camadas da linha não apresentam a mistura de cola e material cortante, que só aparece após uma parte ser desenrolada.

A linha leva cristal moído em vez de vidro. “Na escala do corte, só perde para o diamante”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário