28 de out de 2008

Até onde estamos preguiçosos




O ser humano é um ser tão perfeito que ele consegue se adaptar em qualquer condição climática ou a qualquer modo de vida desde que tenha três elementos básicos:

•Comida
•Água
•Ar
•Terra
•Sol

Agora eu sempre me pergunto por que o ser humano tem preguiça? Por que Nós não lemos e somos seguidos pelos impulsos (claro toda regra tem exceções)? Será que falta incentivo? Ou nós estamos entrando em um ponto onde não temos mais que ler. Não se sabe ao certo se isso vale aos outros países, mais para o Brasil e principalmente nas cidades do interior de São Paulo.

Esta situação esta se agravando muito rápido assim com o avanço da tecnologia. Falar pra mim que os “velhos” são “leigos”, disso eu discordo, pois acho que a oportunidade esta ai pra todos, basta abrir os olhos que ela ta lá, e não adianta falar e colocar a culpa nessa nova “geração” que isso também é historinha pra “boi dormir”.

A preguiça de qual eu estou falando se agrava também na leitura “digital” (ler através de um computador ou outra maquina), um exemplo bem “quente” disso é quando estalamos programas e drives em computadores que clicamos “avançar, avançar, avançar e terminar (concluir)”, numa dessa nem vemos qual são o contratos que a empresa nos propõe para tal produto.

Com a falta de leitura as pessoas ficam tão acomodadas que preferem perguntar do que ler, quando tal pessoa faz uma pergunta a outra para saber como faz “algo” ele tem que tirara à atenção da outra pessoa para tentar resolver a dela, fazendo assim um corte (pequeno) na produção (se no caso for uma assistência de computadores, onde exige uma leitura mais agravada).

Ler também é cultura, e você ira ficar cego querendo ou não, então leia sem medo.

“O saber não ocupa espaço.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário